Dor nas costas? Falta de mobilidade? Conheça a Osteopatia!

Não precisa ser praticante de atividades físicas para sentir aquela dor nas costas, na verdade, pessoas sedentárias são mais propensas a estes problemas do que pessoas ativas. Mas, sempre podemos ter algum tipo de desconforto seja por conta de nossa atividade física, ou pela falta dela, pela simples falta de mobilidade articular ou compensações que nosso corpo cria para lidar com elas.


Por isto, leia o que a Dra Larissa Bento tem a nos dizer sobre a especialidade que cuida do seu corpo como um todo: A Osteopatia.  





A osteopatia está muito presente e atuante nos esportes. Não podia ser diferente com o Crossfit. Por ser um esporte de alta intensidade, que envolve múltiplas capacidades físicas, constantes variações de movimento e condicionamento físico é interessante o atleta, sendo amador ou profissional, passar por uma avaliação e tratamento de osteopatia.

 

Mas o que é osteopatia? É uma técnica de terapia manual que cuida de todo o corpo, globalmente, visando equilibrá-lo, para se manter o bom funcionamento. A osteopatia trata o sistema musculoesquelético, visceral e craniano para restabelecer a mobilidade perdida nos tecidos, prevenindo e tratando as lesões. É muito comum o corpo também se adaptar à problemas posturais, torções, stress, acidentes, etc.. Essas adaptações podem gerar lesões e por isso devem ser tratadas.

 

Por exemplo, se uma pessoa torceu forte um tornozelo, o corpo todo se adapta à essa lesão. Umas das adaptações mais comuns é o osso ilíaco do quadril do mesmo lado rodar posteriormente e fixar. Com a prática rotineira da atividade física, e tendo uma adaptação do osso ilíaco em posterioridade, é comum no futuro, vir a desenvolver uma tendinite de piriforme, ou uma bursite, ou problemas na lombar por exemplo. A osteopatia corrigirá todo o membro inferior e o ilíaco, para melhorar a performance.

 

Em minha prática clínica atendo muitos praticantes de crossfit, algumas vezes para prevenção e outras para tratamento. Percebo que uns 70 % dos pacientes tem dores em ombros. Neste caso, a osteopatia vai analisar a dor (sintoma) e a causa. Investiga-se as articulações vizinhas: acrômio-clavicular, esterno-clavicular e escápulo-umeral. Também é importante investigar a coluna cervical, de onde sai a inervação para o ombro.  Com o tratamento, se aumenta a mobilidade da articulação e as dores melhoram muito.

 

Resumindo, as zonas que estão bloqueadas (hipomobilidades) acabam compensando outras regiões do corpo causando hipermobilidade. Essas regiões hipermóveis acabam trabalhando demais pra compensar as fixações, gerando lesões de vários tipos, por exemplo: bursite, tendinite, lombalgias, cervicalgias, etc.

Se você pratica o crossfit, sendo amador ou profissional, procure um osteopata. Ele irá reequilibrar seu corpo biomecanicamente, melhorando a mobilidade, fazendo diminuir o aparecimento de lesões, tratando-as (se houver) e aumentar seu rendimento no esporte.

 


Dra Larissa Bento

Fisioterapeuta especialista em osteopatia pela Escola de osteopatia de Madrid.

Contato: 41 99255-6858


Leia mais sobre Kaluanã

Quer saber mais sobre condicionamento físico? Cadastre-se aqui:

Captcha image

Sua mensagem foi enviada!