Kaluanã Adventures: Explorando novas aventuras!

No dia 07/05 um intrépido grupo de Grandes Guerreiros e Guerreiras (Kaluanãs), se aventurou em uma aventura que lançaria as bases para o magnífico Kaluanã Adventures.

Com o intuito de explorar novas possibilidades de aproveitar seu condicionamento físico, conquistado nos treinos de CrossFit, o grupo se lançou na conquista de uma das mais belas montanhas da nossa região Curitibana, o Capivari Grande, do algo de seus mais de 1600 metros de altitude.




Alguns podem pensar: "mas o quê uma expedição de montanhismo tem a ver com CrossFit?!". Bom, nas palavras do próprio fundados desta modalidade, tudo! Greg Glassman, em sua própria definição de fitness (bom condicionamento físico) diz que devemos sempre praticar e aprender novos esportes. Ora, vindo de um esporte no qual a filosofia fundadora tem relação com estar pronto para tudo, e para isto lança mão de uma alta variação dos treinos, seja em tipo, intensidade ou esquema, isto deveria parecer bastante óbvio. Pensando assim, o Kaluanã CrossFit oferece diferentes atividades, procurando variar os tipos de estímulos seja dentro ou fora do box. 

Veja a galera de fotos desta aventura clicando AQUI

Mas, esquecendo um pouco a parte nerdística e epistemológica do CrossFit, o que nos salta ao olhos é a possibilidade de vivenciar nosso bom condicionamento físico, principalmente quando isto envolve o total contato com a natureza e uma vista de tirar o fôlego!

O intrépido grupo de Kaluanãs enfrentou sim dificuldades, seja para vencer os medos, seja para lidar com um estímulo físico completamente novo para alguns, ou mesmo para trabalhar em grupo... Como dizia nosso guia Christian Lugarini do blog @migravivo: "Ninguém fica para trás".
E ninguém ficou mesmo, na verdade, todos do grupo tiveram seus momentos e o grupo em si se comportou de forma harmônica. Precisamos ir mais devagar, sem problemas... Precisávamos nos unir para conseguirmos todos vencer um obstáculo? Todos o faziam... Sim, não nego que como um bom Nerd lembrei de Senhor dos Anéis, não somente pela paisagem, mas também pelo clima de aventura. 

Todos saíram com alguma impressão pessoal, seja superação, enfrentar o desconhecido, se desafiar, ou mesmo colocar a cabeça no lugar em meio à natureza. Por isto, pedimos à Cláudia, escrever como foi para ela esta aventura.

Segue abaixo o seu relato:

 


Saindo da rotina
 
 
            Sempre gostei de pensar que a vida com desafios é sempre mais interessante, desde que me conheço por gente estou superando alguma coisa, todos nós na verdade desde o momento em que somos gerados, estamos. Fomos aquele espermatozoide espertinho que conseguiu romper a membrana do óvulo e fecundou-o, moramos dentro de alguém que não conhecemos até que nascemos, e o ato de nascer é algo traumático para aquele serzinho pequeno, molinho, indefeso e completamente dependente, mas que supera tudo isso, cresce e  se transforma no que somos!
            Que comparação dramática né?! Tudo bem foi apenas uma subida no morro. Não. Foi a primeira vez que eu fiz uma trilha, a primeira vez que eu subi em um pico, saí completamente da minha zona de conforto por opção, depois de adulta me transformei em um ser absurdamente urbano, não tenho paciência nem com praia.  E foi uma experiência muito, muito boa!  Senti-me com dez, doze anos de idade quando visitava minhas primas  nas férias e nos embrenhávamos no meio do mato para brincar, criávamos cenários imaginários, com animais, grandes rios, nos pendurávamos nos galhos daqueles pés de chorões e fingíamos que eram os mesmos cipós que o Tarzan usava, hahahaha.
            Uma sensação de liberdade e dever cumprido, depois de tanto tempo longe daquele mato, da terra, do cheiro almiscarado de toda essa mistura.
            Pensando bem, sou fresca sim, tenho medo aranhas, lagartas, lesmas, cobras e afins, mas enquanto subia nem lembrei dos donos da casa, eu estava no ambiente deles,  só me dei conta disso no final quando o cansaço estava tomando conta da carcaça hahaha.
            Mesmo o céu estando com muitas nuvens, estava tudo lindo, um clima de mistério e suspense, o chão liso e escorregadio, parecia que qualquer vacilada que alguém do grupo desse poderia ser fatal!
            Resumo de tudo, muita adrenalina, emoção, superação, imaginação a mil por hora, e pesar por não ter levado minha companheira Nikon.
            Aguardo ansiosamente a próxima subida no morro.

Claudia Bilobran


Veja todas as fotos desta aventura na galera: http://www.kaluanacrossfit.com.br/galeria/kaluana-adventures---capivari-grande---maio-2017-63





Leia mais sobre Kaluanã

Quer saber mais sobre condicionamento físico? Cadastre-se aqui:

Captcha image

Sua mensagem foi enviada!